16-02-2021

ENERAREA estuda Implementação de Rede de Centros de recolha e processamento da Biomassa residual na região.

sendo este um projeto para promover o empreendedorismo e a inovação nas empresas da economia circular, através do programa INTERREG Espanha Portugal (POCTEP). Este projeto pretende criar um serviço de apoio à promoção do espírito empreendedor e favorecer a consolidação de novas ideias de negócio na economia verde e setor de economia circular. Assim, ao promover novos produtos e processos baseados na sustentabilidade local, LOCALCIR irá ajudar a melhorar a competitividade das empresas rurais.

Pretende-se desta forma contribuir com um modelo integrado de gestão da biomassa florestal a nível local que implique toda a cadeia de valor do proprietário da floresta até ao consumidor final, e entre outras ações, ministrar cursos de formação para os responsáveis pela gestão do mercado da biomassa nos territórios envolvidos.

O projeto enfrenta um desafio comum, mas cada contexto territorial é único e cada parceiro oferecerá os desafios específicos por forma a dar resposta no âmbito do projeto através das ações-piloto territoriais, no caso do Território da ENERAREA pretende-se:

- Otimizar a exploração do elevado potencial para a exploração de resíduos florestais para biocombustíveis;

- Criação de uma nova cadeia de valor de biomassa reforçando a logística através de uma rede para a recolha e tratamento primário dos resíduos de biomassa

- Melhorar as condições de fornecimento ao consumidor.

 

Nesta fase a ENERAREA, a AMCB e o Centro de Biomassa para a Energia procuram desenvolver um estudo que visa apresentar a Viabilidade da Constituição da Rede de Parques de Logística, e Tratamento de Biomassa Florestal Residual assim como uma Análise das necessidades dos municípios e Viabilidade da constituição e construção da Rede de Parques. 

O objetivo dos Parques de Recolha e processamento de Biomassa Florestal Residual visa disponibilizar infraestruturas e equipamentos de pré-tratamento que incentivem e promovam a remoção da carga combustível existente nos povoamentos florestais, permitindo, não só, a concentração de material residual de forma rentabilizar os equipamentos industriais de pré tratamento, mas também a valorização da biomassa pela sua transformação num material mais homogéneo, fácil de manusear, transportar e consequentemente, diminuir o custo de transporte para distâncias superiores.