28-02-2015

Nomeado júri para atribuir 1.500MW de potência eólica

ENERAREA - Agência Regional de Energia e Ambiente da Beira Interior, presidida por Rui Ventura, Presidente do Município de Pinhel, apresentaram várias candidaturas ao PPEC - Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia, sendo este um instrumento muito importante de apoio e desenvolvimento de projetos de eficiência energética, concebido no âmbito da regulação económica e que a lei acolheu e consagrou como medida de política pública, com o objetivo de promover a eficiência no consumo de energia elétrica e de gás natural.

Como vogais foram nomeados os professores catedráticos Vítor Martins e Vítor Santos, do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa (ISEG), o administrador da Rede Eléctrica Nacional (REN) Vítor Baptista e a professora Ana Isabel Estanqueiro do INETI-Instituto Nacional de Engenharia, Tecn ologia e Inovação.

Cabe ao júri do concurso conduzir o processo até à fase de adjudicação e celebração do contrato com o concorrente vencedor.

O Governo lançou um concurso para a atribuição de 1.500 megawatts (MW) de potência eólica cujo prazo de entrega de candidaturas termina a 30 de Janeiro de 2006.

O objectivo deste concurso é desenvolver a energia eólica em Portugal, de modo a criar um cluster industrial capaz de gerar emprego e fixar tecnologia no país, e permitir a Portugal cumprir o objectivo a que se comprometeu no âmbit o do Protocolo de Quioto de que, em 2010, 39% do consumo energético ten ha origem em fontes de energia renovável.

Até ao final do ano, o Governo deverá lançar um novo concurso para a atribuição de mais 200 MW de potência eólica destinada a pequenos promotores com o objectivo de garantir a equidade regional.

O Governo prevê que o investimento em energia eólica, até 2010, ascenda a 3,8 mil milhões de euros quer na instalação destes 1.700 MW, quer dos 2.700 já licenciados mas ainda não instalados.