17-03-2018

Seminário Passive House: edifícios saudáveis, cidades sustentáveis

Esta semana no Jornal do Fundão, AMCB Executa 5,4 milhões de Euros em Fundos Comunitários, dos quais 3,8 milhões referentes ao Portugal 2020 nos seguintes projetos, - cadREDES - Cadastro das redes de saneamento e abastecimento de águas dos aglomerados urbanos dos municípios AMCB. - AMCBadapt- Ações de sensibilização sobre riscos associados às alterações climáticas. - Combate às discriminações e aos estereótipos - Formação de públicos estratégicos - Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela Estes projetos foram cofinanciados pelo Portugal 2020, Centro 2020, POISE, POSEUR e POAT

Os municípios são peças chave na procura da sustentabilidade e na protecção climática. Os municípios Passive House encontram-se na linha da frente dos que, a nível mundial, estão mais capazes de contribuir para a protecção climática, para a excelência no planeamento e ordenamento, para a construção e reabilitação energeticamente eficientes, para aumentar o bem-estar e qualidade de vida de quem vive e trabalha no município e para aumentar o valor do parque edificado.

 

Data: 19 Abril 2018, quarta-feira

Duração: 4 horas (14:00 – 18:00h)

Destinatários preferenciais: Técnicos municipais ligados à gestão de edifícios, ambiente e planeamento urbano e gestão do território; técnicos das agências de energia e ambiente.

Outros destinatários: Pessoas ligadas ao sector da construção e gestão de edifícios e público em geral

Custos: gratuito, mas de inscrição obrigatória

Objectivos:

  • Divulgar o conceito Passive House;
  • Identificar os princípios e requisitos Passive House;
  • Identificar as particularidades da adaptação a Portugal;
  • Divulgar a Associação Passivhaus Portugal - PHPT;
  • Difundir os produtos e soluções adequadas à Passive House;
  • Indicar as vantagens e o caminho para se tornar Município Passive House;

 

programa

 

inscrições